Jorge Pereira Filho, Autor em Fundação Rosa Luxemburgo

Jorge Pereira Filho

Eleições na Alemanha: Continuar com a mesma política em tempos de incerteza?

O CDU/CSU, o SPD, o FDP e os verdes poderão formar coligações de governo em constelações bastante diversas. O DIE LINKE ficará na oposição

Pastorais do campo apoiam mobilizações contra agressões do golpe

Documento assinado por pastorais sociais do campo defende a luta por “direitos e democracia” e apoia a greve geral. Se colocando contra as Reformas Trabalhista e Previdenciária e pela realização de eleições diretas no Brasil.

NPC organiza Festival de Comunicação Sindical e Popular

Encontro realizado na cidade do Rio de Janeiro reuniu troca de experiências de comunicação popular, aulas públicas, shows e intervenções culturais

Organizações brasileiras discutem OMC no Rio de Janeiro

Foi consenso que o debate do posicionamento brasileiro deve continuar a todo o vapor nos próximos meses, visando envolver outras plataformas de luta na América Latina contra TISA, TPP e outros “tratados vampiros”

Desafios de uma esquerda em reconstrução

Como recompor a esquerda em meio à ofensiva conservadora? Em debate, André Singer, Fabio Barbosa, Cibele Rizek e Isabel Loureiro discutem impasses e caminhos para a transformação social.

O Bem Viver: uma oportunidade para imaginar outros mundos

“O mundo precisa de mudanças radicais. Necessitamos de outras formas de organização social e práticas políticas. O Bem Viver é parte de uma longa busca de alternativas forjadas no calor das lutas indígenas e populares”

População de Mariana (MG) convive com ameaça de novo desastre

Expedição realizada por jornalistas um ano após vazamento da barragem da Samarco revela que comunidades atingidas pelo desastre receiam a ocorrência de novas tragédias. Tremor de terra e período de chuvas deixam população em alerta

Como os democratas neoliberais colocaram Donald Trump no poder

As respostas neofascistas à insegurança e à desigualdade generalizadas não vão desaparecer. Mas o que sabemos dos anos 1930 é que, para lutar contra o fascismo, é preciso uma esquerda de verdade. Uma boa parte do apoio a Trump poderia ser afastada se houvesse sobre a mesa uma agenda redistributiva genuína

O rastro de destruição das transnacionais na América Latina

O crime da Samarco/Vale/BHP na bacia do Rio Doce, tal qual o crime da Chevron na Amazônia equatoriana, reforça a necessidade de se desmantelar a arquitetura da impunidade que protege as empresas

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux