, Autor em Fundação Rosa Luxemburgo

A Democracia é uma mulher negra de muitos braços, cabeças e corações

Vilma Reis é socióloga, mestra em Ciências Sociais. Uma mulher de candomblé. Sentada em sua sala de trabalho, é possível ver atrás de Vilma imagens sagradas, bandeiras que contam a história do movimento de mulheres negras.

Teoria Bicha: feminismo interseccional pautado nos afetos

Neon Cunha é uma mulher negra ameríndia transgênera, 51 anos, vivendo no Brasil “com todos os marcadores, dores, alegrias e desafios de ter que se tornar grande em um lugar que exige que você se apequene para ocupar espaços e existências, em um mundo não foi feito para você”.

Conversa com Ochy Curiel: “O poder deve ser trabalhado na comunidade”

Fundadora do Grupo Latinoamericano de Estudio, Formación y Acción Feminista (GLEFAS) e integrante do Grupo Interdisciplinario de Estudios de Género (GIEG) da Universidad Nacional de Colombia (UNAL). Ativista do movimento lésbico-feminista latino-americano e caribenho e pioneira do movimento antirracista de mulheres afro na região e coordenadora e professora de pós-graduação da Escuela de Estudios de Género da Universidad Nacional de Colombia.

There Will Be Change — But How Much and Where Will It Take Us?

The results of the recent German federal election have shifted the country’s political landscape. On 24 November, the Social Democrats (SPD), Greens, and the Free Democrats (FDP) presented their coalition agreement. There is no single dominant party-political force in the new Bundestag holding more than one third of the seats, which means no single party will be able to prevent an amendment to the Constitution.

O SUS não é um favor: movimento de mulheres negras na saúde

Neste episódio, a segunda temporada da Série Feminismos, em parceria com a Fundação Rosa Luxemburgo, aborda a importância do movimento de mulheres negras para a consolidação de políticas públicas em saúde.

Missão Paz lança o projeto Vozes e Olhares

pessoas migrantes e refugiadas em São Paulo, fará o lançamento do Vozes e Olhares, série audiovisual que apresenta histórias de mulheres congolesas, filipinas e venezuelanas.

O Clima do Negócio e o Negócio do Clima COP – 26: o paraíso das Corporações

Grandes manchetes, anúncios e promessas… muito tem sido publicado nos últimos dias sobre a 26a Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança Climática (UNFCCC, siglas em inglês), a COP-26, realizada em Glasgow, Reino Unido, em tempos de pandemia, durante os dias 1 a 13 de novembro de 2021.

Política de créditos de carbono ignora a autonomia dos povos sobre os próprios territórios

Entrevista com Ninawa Inu Huni Kuī, direto de Glasgow (Escócia), durante a COP26. Liderança e presidente da Federação do Povo Huni Kui do Acre (FEPHAC) disse que as pessoas que sofrem os impactos não tiveram oportunidade de participar das negociações na COP26, por isso ele e outros, levaram a verdadeira informação.

Do Brasil a Portugal, para onde vai a esquerda?

Este episódio de Conversa de Portão é mais um capítulo da segunda temporada da série “Feminismos”, feita em parceria com a Fundação Rosa Luxemburgo. Ele discute a esquerda a partir da perspectiva de duas parlamentares negras de países diferentes: Beatriz Gomes, deputada do Parlamento de Portugal pelo Bloco de Esquerda, e Erica Malunguinho, que é deputada estadual em São Paulo.

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux