Vozes Insurgentes de Mulheres Negras: acesse a íntegra

Apesar do silenciamento histórico imposto primeiro pela escravidão, e posteriormente pelo racismo, o sexismo e a desigualdade de classe, pensadoras negras têm, cada vez mais, rompido esse muro e conquistado espaço

Por FRL

Iniciativa da Fundação Rosa Luxemburgo, com organização da jornalista Bianca Santana, a publicação Vozes Insurgentes de Mulheres Negras – do século XVIII  à primeira década do século XXI, está disponível para download.

A circulação do conhecimento produzido por mulheres negras tem crescido nos últimos anos, mas ainda há muito desconhecimento das palavras publicadas por essas mulheres antes do tempo atual. Neste sentido, o livro é uma importante contribuição. Ao reunir em um único volume estas vozes, concretiza a capacidade das mulheres negras em  formular pensamentos e críticas. “Ler estas mulheres é uma oportunidade de adensar raízes para que a luta das mulheres e o atual feminismo negro brasileiro se expandam com consistência a permanência”, complementa a organizadora da publicação.

Acesse a íntegra em PDF


  • A primeira infância como responsabilidade de toda a sociedade

  • Ponto de Debate 19: Um estado que mata pretos, pobres…

  • Diálogos antirrascistas: bell hooks e o Brasil
  • Input your search keywords and press Enter.