Estudo internacional analisa impacto de agrotóxicos no Brasil e na África do Sul

O estudo “Agrotóxicos perigosos: Bayer e BASF – um negócio global com dois pesos e duas medidas” documenta como os gigantes químicos alemães exportam para o Brasil e a África do Sul venenos agrícolas já banidos na União Europeia. Também são apresentados casos em que o uso de pesticidas da Bayer e da BASF provocou intoxicações graves e outras doenças entre agricultoras/es na África do Sul e grupos indígenas no Brasil.
Por que a Bayer e a BASF podem fazer negócios de duplo padrão? Quais os ingredientes ativos de agrotóxicos banidos da União Europeia são vendidos pela Bayer e a BASF no Sul Global? Quais as consequências diretas para agricultores e povos indígenas? O que deve ser feito para proibir os dois pesos e duas medidas no comércio de agrotóxicos?
Essas são algumas das questões discutidas na pesquisa elaborada pela Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos em parceria com a Fundação Rosa Luxemburgo, a rede INKOTA, a MISEREOR e a organização sul-africana Khanyisa.

Clique aqui e confira o estudo completo!

Leia o estudo em alemão.


  • Relatório Cimi: violência contra os povos indígenas no Brasil tem…

  • Por el derecho de los pueblos a la soberanía alimentaria
  • Input your search keywords and press Enter.