«As mulheres negras são protagonistas da resistência» - Fundação Rosa Luxemburgo
#CoronaChronicles | Brasil

«As mulheres negras são protagonistas da resistência»

Em um momento de pandemia e crise socioeconômica, a gente sabe perfeitamente quem são as pessoas mais atingidas: as mulheres, sobretudo, as mulheres negras.”

#CoronaChronicles | Feminismos na América Latina

Uma das consequências deixadas pela pandemia foi o aumento da sobrecarga de trabalho que recai sobre as mulheres, sobretudo mulheres negras, que estão na base da pirâmide da desigualdade social brasileira. Apesar do abando por parte do governo, grupos de mulheres negras vem expandindo suas ações de solidariedade e resistência no enfrentamento à pandemia para garantir segurança, saúde e alimentação.

Esta é a nossa crônica, nas vozes de Aline Lima, do Instituto Pacs, e da socióloga e ativista Vilma Reis.


#CoronaChronicles | Feminismos en América Latina

Una de las consecuencias que dejó la pandemia fue el aumento de la carga de trabajo de las mujeres, especialmente de las mujeres negras, que están en la base de la pirámide de la desigualdad social brasileña.  A pesar del abandono del gobierno, los grupos de mujeres negras de todo el país están ampliando sus acciones de solidaridad y resistencia frente a la pandemia para garantizar la seguridad, la salud y la alimentación.

Esta es nuestra crónica en las voces de Aline Reis, del Instituto PACS, y de la socióloga y activista de Mahin, Vilma Reis.

Foto em destaque: reprodução do vídeo

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux