Cidade livre #03 – Daniel Santini e Washington Quaquá - Fundação Rosa Luxemburgo
MOBILIDADE

Cidade livre #03 – Daniel Santini e Washington Quaquá

A tarifa zero no transporte público muitas vezes é tratada por seus críticos como um sonho, uma proposta irrealista impossível de ser concretizada diante das limitações orçamentárias. Neste terceiro episódio da série especial Cidade livre, uma parceria do Guilhotina com a Fundação Rosa Luxemburgo (FRL), Bianca Pyl e Luís Brasilino reúnem dois entrevistados que demonstram que isso não poderia ser mais falso: o jornalista Daniel Santini e o vice-presidente nacional do PT e ex-prefeito de Maricá (RJ) Washington Quaquá. Santini, coordenador na Fundação Rosa Luxemburgo, lançou em 2019 o “Passe livre: as possibilidades da tarifa zero contra a distopia da uberização”, em que apresenta uma série de iniciativas de passe livre espalhadas pelo mundo. A obra inclusive foi tema do episódio #51 do Guilhotina. Já Quaquá era o prefeito de Maricá quando a cidade estabeleceu em 2014 a tarifa zero nos ônibus municipais. Até hoje o município do litoral fluminense é o único do Brasil com mais de 100 mil habitantes onde tal política está em vigor. Conversamos sobre as resistências a esse tipo de projeto, os desafios orçamentários – que, segundo Quaquá, são muito menores do que ele próprio imaginava –, as perspectivas de ampliação para grandes cidades e, sobretudo, sobre os impactos da tarifa zero no acesso da população a outros direitos.

A série Cidade livre reúne em dez episódios vinte ativistas, pesquisadores e gestores públicos para discutir a mobilidade urbana à luz das publicações “Passe livre: as possibilidades da tarifa zero contra a distopia da uberização” (https://rosalux.org.br/passe-livre/) e
“Tarifa zero: a cidade sem catracas” (https://rosalux.org.br/lancamento-do-livro-tarifa- zero-a-cidade-sem-catracas/), ambas da Autonomia Literária com a FRL.

Trilha: Rincon Sapiência, “Transporte Público”; e Zeca Pagodinho, “Shopping móvel” (Claudinho Guimarães e Luizinho Toblow).

Esta publicação foi realizada com o apoio da Fundação Rosa Luxemburgo e fundos do Ministério Federal para a Cooperação Econômica e de Desenvolvimento da Alemanha (BMZ). O conteúdo da publicação é responsabilidade exclusiva do Le Monde Diplomatique Brasil e não representa necessariamente a posição da FRL.

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux